Galeria por Márcia Travessoni
2 jul 2018

Conheça o Café 50, um modelo inédito de cafeteria premium em Fortaleza

Suave, forte, amargo, ao leite, com mel, com ou sem açúcar… há diversas maneiras de se beber café. Para quem aprecia os aromas do grão com prazer, muito além de um hábito, tomar café pode ser uma rica experiência sensorial (e cultural)Amantes da gastronomia, Roberta e Simão Vasconcelos, gestores da rede 50 Sabores, junto com a matriarca Neusa Vasconcelos, alimentaram por anos a paixão pelo café durante suas inúmeras viagens internacionais.

Os gestores Simão e Roberta Vasconcelos e o arquiteto João de Paula Neto: uma parceria de mais de 15 anos. Fotos: Roni Vasconcelos

Toda vez que visitam Nova York, Paris, São Petersburgo e outras cidades ao redor do mundo, o casal faz questão de frequentar os mais sofisticados cafés e restaurantes do local. Há mais ou menos um ano, a paixão pela bebida se tornou tão irresistível que eles decidiram criar um modelo inédito de cafeteria premium em Fortaleza, inspirados no que viram de melhor lá fora: e assim nasceu o Café 50.

Localizado na Avenida Beira-Mar, número 4050, o Café 50 tem capacidade para receber até 80 pessoas sentadas

“Eu sempre gostei de gastronomia. Pelo fato de ser casada com o Simão e ele trabalhar no ramo de alimentos, sempre sonhei em também trabalhar com alimento, [de maneira] mais aprofundada. Eu queria essa coisa do fogão, da panela, de elaborar”, explica Roberta ao Galeria MT, durante visita ao espaço, que será inaugurado oficialmente nesta quarta-feira (4).

Embora o Café 50 seja uma “cria” da 50 Sabores, Simão faz questão de enfatizar que a iniciativa tem uma proposta bem diferente da rede de sorveteria. “A gente não queria misturar café com sorvete, tem que ser respeitado o cheiro do café e também não influenciar na degustação do sorvete, então havia a necessidade de separar os equipamentos”.

Tem no Café 50: desenhos interativos diretamente na xícara 

Um chef no Café
O desejo de trabalhar com uma gastronomia mais elaborada se reflete na cozinha do Café 50. Roberta faz questão de dizer que queria um café com um menu assinado por um chef, fato inusitado na capital cearense. “Eu queria aquele café da carta de vinho, aquele café que você quer almoçar lá”, destaca. E foi no renomado chef Rafael Sudatti que a empresária encontrou a inspiração para trazer o melhor da culinária brasileira e estrangeira ao cardápio.

Máquina de café La Spaziale veio diretamente da Itália

Segundo Roberta, o menu do Café 50 é um mix cultural: “um pouco da França, um pouco do Mediterrâneo, um pouco do Brasil”. Tem receitas à base de comidas típicas da nossa terra, como o cuscuz, a tapioca, o queijo coalho e o maxixe. E também tem a sofisticação que só a degustação de um café com conhaque, uma receita de Croque Madame ou de Ovos Benedict pode proporcionar. “Aqui é o melhor de todas as nossas experiências”, confessa.

Croque preparado por Rafael Sudatti. Foto: Marília Camelo

Se rolou a dúvida, vale salientar: opções vegetarianas e dietas especiais também estão incluídas no cardápio, que é super democrático.

Café também é arte
Um dos diferenciais do Café 50 é o ambiente. Projetado pelo arquiteto João de Paula Neto, que trabalha com Roberta e Simão há mais de 15 anos, o espaço de 160 metros quadrados brinca com pontos de luz e aplicações de madeira e é sinônimo de aconchego, a cara do “clima europeu”.

Aconchego até na iluminação

Com uma área de varanda no espaço externo (ideal para apreciar a Beira-Mar), banquetas despojadas no balcão permitem que as pessoas fiquem mais à vontade, e uma passagem estratégica para a 50 Sabores Premium, que será inaugurada junto com o Café 50.  O ambiente também respira arte.

Arte se mistura à literatura

Nas paredes, pinturas que representam Afrodite e outras personagens clássicas imprimem um pouco da personalidade dos gestores. A ideia de trazer os quadros para dentro do café foi de Raíssa, filha de Roberta, após visita ao famoso Museu Hermitage, na Rússia, em fevereiro deste ano.

Um destaque do café também é o espaço de livros. “Normalmente a pessoa que aprecia café também aprecia leitura”, revela João. Roberta, inclusive, cedeu parte do seu acervo pessoal de obras para compartilhar com os clientes.

Foto principal: Marília Camelo

Veja também

18 jul 2018 lifestyle

Princesa Charlotte é avaliada em US$ 5 bilhões em ranking

Ver mais
17 jul 2018 lifestyle

Saiba por que a tendência dos clear heels veio para ficar

Ver mais
16 jul 2018 lifestyle

Marcos Proença faz quatro opções de penteados inspirados no rock

Ver mais
13 jul 2018 lifestyle

Dia Mundial do Rock: um pequeno dossiê sobre o estilo musical que revolucionou o mundo

Ver mais
12 jul 2018 lifestyle

Além da Edição: Ravi Macêdo abre as portas do seu ap em São Paulo

Ver mais
11 jul 2018 lifestyle

Em visita ao Brasil, Malala anuncia que vai patrocinar três brasileiras que lutam pela educação de meninas

Ver mais